Ao comemorar 37 anos, Acol de Orleans lança o primeiro livro na Séria Ecológica

Uma noite de cultural, marcaram os 37 anos da Acol – Academia Orleanense de Letras, de Orleans, em que o ponto alto foi o lançamento do primeiro livro da Série Ecológica, que tem por finalidade homenagear o Rio Tubarão. Através de crônicas, poesia e textos produzidos no último ano pelos acadêmicos.

Através da visão dos abnegados acadêmicos, é possível conhecer traços importantes que marcaram a vida do povo de Orleans e região. Nesta edição, em especial, a influencia na vida daqueles que vivem ou viveram as margens do Rio tubarão, foi evidenciada pelos autores.

O evento aconteceu no Centro Administrativo de Orleans, na noite de 7 de setembro, data do aniversario da Acol.

Contou com a presença de um seleto público que valoriza e que luta diuturnamente para manter viva a cultura orleanense. “A literatura sempre revela traços da nossa história, que muitas vezes passam despercebidos, ou não são revelados. A literatura é uma forma de contar o mundo com outros olhos”, ressaltou a presidente da Acol, Luíza Liene Bressan da Costa.

Todos os anos a academia homenageia e concede título de Amigo da Acol e de Honra ao Mérito, às pessoas da sociedade que de alguma forma contribuem para a cultura e para sobrevivência da Acol.

De acordo com o professor e escritor Valdemar Muraro Mazzurana “Amigo é a pessoa que se destaca por fazer alguma coisa pela academia”. Já o titulo de Honra ao Mérito se concede para aqueles que contribuem para a cultura do Município”, explicou.

Concedemos o título de Amiga da Acol este ano para Índia Maria Righeto Silva. Empresaria Orleanense por contribuir com a academia.

Sua biografia foi apresentada aos presentes pelo acadêmico Maicon Adão Estevão.

Ao manifesta-se, Índia Maria afirma sentir-se honrada com o título, pontua de forma carinhosa sobre alguns dos acadêmicos que marcaram sua infância, e enaltece a presença de seus familiares e amigos.

A noite foi abrilhantada pelos músicos e cantores  Bruno Yure Jacinto e Thalía Serafim Correa.

Vale ressaltar, que o 1º Livro da Série Ecologia, vem após 26 publicações marcadas pelas letras do alfabeto grego, conforme a acadêmica Sueli Tereza Mazzuco Mazzurana. “Depois de completados as letras do alfabeto, os acadêmicos optaram por homenagear os Rios. Este é o primeiro de uma serie. O livro é composto por 40 publicações voltadas ao Rio Tubarão, além de outras produções dos acadêmicos”, frisa.

A Acol reúne-se mensalmente para discutir questões burocráticas e trabalhar a literatura. Após 37 anos, a Academia Orleanense de Letras, de Orleans, a segunda mais antiga do Estado catarinense, ainda não possui a sua sede própria.

Por: Gerciana Ascari – Imprensa News Sul

Compartilhar