Acadêmicos do Unibave participam de concurso fotográfico com o tema “Bem-estar animal”

11

Por meio da disciplina de Bioclimatologia e Bem-Estar Animal, os acadêmicos da primeira fase do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Barriga Verde – Unibave estão participando de um concurso fotográfico com o tema “Bem-Estar Animal”. Os estudantes devem produzir fotos destacando as interações entre ser humano e animal, ilustrando as atividades dos profissionais de saúde e bem-estar animal.

O concurso busca promover uma reflexão crítica, teórica e prática acerca dos temas meio ambiente e a relação homem-animal por meio das imagens capturadas. A fotografia, que é uma das linguagens das artes visuais, pretende despertar nos acadêmicos o lúdico para a consciência com a preservação da natureza e o respeito pelos animais.

Segundo o professor da disciplina de Bioclimatologia e Bem-Estar Animal, André Freccia, o convívio com animais de estimação traz benefícios para a saúde física e psicológica dos seres humanos. Nos últimos anos esta interação vem aumentando e aproximou mais este convívio. “A relação entre homem e animal deve ser interativa, para ser benéfica, isto é, não basta ser dono é necessário passear, brincar e conviver. Uma boa interação entre homem e animal traz benefícios não só para o homem, mas, também, para o animal com relação a sua alimentação, moradia, lazer e condições sanitárias”, explicou.

Segundo a arte educadora do NAED, Juliana Natal, a fotografia busca despertar nos acadêmicos envolvidos a consciência para a preservação da natureza e o respeito pelos animais. “O objetivo é promover nos estudantes a compreensão da relação entre os seres humanos e os animais, utilizando-se da arte, como veículo de transmissão de conhecimento”, ressaltou Juliana.

Para aprender algumas técnicas de fotografia os acadêmicos de Medicina Veterinária participaram de um workshop, na manhã dessa quinta-feira, 26, com o fotógrafo Davi Nascimento, que deu dicas de fotografia aos estudantes e apresentou alguns conceitos e técnicas. “Não se fala de fotografia sem humanizar a história, pois é o foco do nosso trabalho, o que a gente exala é muito do que a gente absorve, e a gente absorve emoções e ideias”, frisou Nascimento.

As fotografias serão apresentadas em sala de aula pelos acadêmicos no dia 10 de maio. A intervenção com o público externo se dará por votação pública via internet e por meio da visita na exposição que acontecerá no Unibave a partir do dia 14 de junho.

A atividade é um projeto de extensão promovido pelo Núcleo de Arte e Educação – NAED do Unibave e pelo Núcleo de Pesquisa Aplicadas às Ciências Agroveterinárias – PACA.

Por: Thaiara Pilon / Assessoria de Comunicação